• O NA ÍNTEGRA

Para evitar aglomeração a PM tem "abordagem diferenciada" entre periféricos e elitizados

A forma como as abordagens são realizadas na periferia é totalmente diferente de como são feitas em bairros nobres e em locais frequentados pela elite.



Diante dos números de casos de Covid19 na Cidade de Araguaína o Departamento Municipal de Postura e Edificações da Prefeitura tem contado com o apoio e parceria da Policia Militar para coibir aglomerações em Araguaína, as ações tem como finalidade evitar o crescimento do contagio da doença na cidade e dar apoio aos fiscais do Demupe.


Na madrugada do ultimo dia 29, a policia interrompeu uma festa em uma chácara próximo ao Jardim dos Ipês 3, cerca de 100 pessoas estavam no local contrariando os decretos estaduais e municipais em vigor, que proíbem aglomeração nesses tempos de crise.


Já no ultimo final de semana, a Policia Militar dispersou aglomerações em vários pontos de Araguaína. Na Via Lago foi constatado a presença de varias pessoas, com som automotivo e consumo de bebida alcoólica. A aglomeração foi dispersada e as pessoas orientadas a ficarem em casa.


O que chama a atenção nos ambos os casos é a forma de abordagem utilizada pela PM em Araguaína, enquanto nos bairros periféricos e mais a fastados da região central pessoas são colocadas deitadas no chão, algemadas e conduzidas a Delegacia de Plantão, na região central da Cidade quando acontece a abordagem é diferenciada. Veja o caso da aglomeração na Via Lago, os presentes foram dispersados e orientados a ficarem em casa, ninguém foi colocado deitado de barriga no chão, ninguém foi algemado e levado para a delegacia. Por quê essa seletividade e diferentes tipos de abordagens utilizadas de formas mais confortável e educada com os elitizados e mais desconfortável e desrespeitosa com os periféricos?



Outro fator curioso e revoltante é a forma que são tratados os donos de bares e lanches da periferia e donos de estabelecimentos frequentados pela a elite e pelos ricos e poderosos. Existem mais empenho em fiscalizar, em fechar e exigir cumprimento das regras estabelecidas em decreto aos comerciantes da periferia que aos empresários de estabelecimentos de Elite. Para comprovar as afirmações acima, basta passar pela região central e observar a aglomeração de pessoas nos bares frequentados pela classe alto. É impressionante a quantidade de pessoas, a aglomeração e o desrespeito ao distanciamento exigido entre uma mesa e outra na maioria dos estabelecimentos. Um dos locais que chama a atenção é o "Baroli" na avenida José de Brito em Araguaína, nos finais de semana é visível para quem passa em frente os desrespeito aos decretos e normas vigentes e acredite, as viaturas de policia passam frequentemente em frente ao local e medidas não são tomadas.


Quando fazemos esse debate, não podemos esquecer quem é que está mandando. O policial está cumprindo ordens de uma corporação e Estado que incentiva que você tenha um tipo de doutrina e um modelo de trabalho em áreas periféricas que demonstrem que aquela vida, aquele cidadão que está ali, vale menos. Infelizmente isso reforça ainda mais essa desigualdade econômica e de raça, em todos os níveis, na forma que a vida de cada cidadão vale nesta cidade, neste estado, neste país.


Vale ressaltar, que a Constituição Federal de 1988 dispõe em seu artigo 5º, caput, sobre o princípio constitucional da igualdade, perante a lei, nos seguintes termos:


Artigo 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes.


O princípio da igualdade prevê a igualdade de aptidões e de possibilidades virtuais dos cidadãos de gozar de tratamento isonômico pela lei. Por meio desse princípio são vedadas as diferenciações arbitrárias e absurdas, não justificáveis pelos valores da Constituição Federal, e tem por finalidade limitar a atuação do legislador, do intérprete ou autoridade pública e do particular.

131 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 por BLK Entertainment Brasil. Todos os direitos reservados a O na íntegra comunicação e mídia.