• Stoff Costa

Divino Bethânia diz que as pessoas cheias de decepções escolhem os políticos como "bode expiatório"

O vereador de Araguaína usou as redes sociais para comentar sobre criticas feitas aos parlamentares.



A expressão "bode expiatório" é usada quando alguém leva sozinho a culpa de um infortúnio. E foi utilizada pelo vereador de Araguaína Divino Bethânia jr ao falar sobre as criticas que a população faz aos políticos e vereadores de Araguaína em um vídeo postado nas redes sociais.


O parlamentar começou o vídeo falando sua opinião sobre a frase "Cadê os vereadores dessa Cidade? Só aparecem pra pedir votos". Na sequencia o vereador afirmou ouvir bastante esta frase e tentou justificar.


"Algumas pessoas cheias de dores, de decepções, não só com a politica mas as vezes com a própria vida, precisam encontrar um "bode expiatório" para jogar todo esse pecado, toda essa carga negativa e o politico é o mais fácil, pois o politico sempre se mostra muito disponível, muito envolvente, então que pegue nele toda praga", afirmou Divino Bethânia Jr.


O vereador mais uma vez tenta jogar a responsabilidade da incompetência ou incapacidade dos vereadores nas costas do povo. Não trata-se de dores ou decepções, é dever da população cobrar, revindicar, questionar e fiscalizar os seus representantes eleitos. O nobre parlamentar, esquece-se que é funcionário do povo, que é a sociedade que paga os R$10 mil reais de salários, auxílios e mordomias dos parlamentares da câmara municipal de vereadores e nada mais justo que quem está pagando cobre resultados.

O vereador continuou tentando justificar o injustificável, o parlamentar tentar justificar "sumiço" dos representantes em época que não ocorrem eleições.


"O vereador é um ser humano e deve se mostrar no período eleitoral, se ele faz alguma coisa fora do período eleitoral, ele comete crime eleitoral", garantiu o vereador.


Desmentindo as afirmações do vereador Divino Bethânia jr, vale ressaltar, que não é proibido os vereadores trabalharem e divulgarem suas ações antes do período eleitoral, pelo contrario existe até verbas para que o parlamentar possa dar publicidade a suas ações parlamentares. Assim sendo a afirmação do vereador que diz que se o vereador "faz alguma coisa fora do período eleitoral, ele comete crime eleitoral" é uma afirmação mentirosa. A lei é clara, não configura propaganda eleitoral antecipada, desde que não envolva pedido explícito de voto, assim sendo o parlamentar pode sim, divulgar e dar publicidade ao seu trabalho e desempenho.


O que chama a atenção é que o vereador Divino Bethânia, enquanto esteve como parte aliada de Dimas permaneceu calado em relação ao poder executivo, talvez para que seus familiares e apadrinhados políticos contratados pela prefeitura na época não fossem demitido. Agora que decidiu romper com o chefe do executivo tem atacado o atual gestão e até mesmo o povo araguainense. Afinal essa é a estrategia do vereador para obter votos e se reeleger?


Veja o vídeo:






203 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 por BLK Entertainment Brasil. Todos os direitos reservados a O na íntegra comunicação e mídia.