• Stoff Costa

Com exceção de Célio Moura, todos deputados tocantinenses votaram contra a continuidade do auxílio

Emenda de prorrogação do auxílio foi rejeitada com a maioria dos votos



O Plenário brasileiro realizou votação sobre a possível ampliação do auxílio emergencial de R$ 600 até dezembro deste ano. O benefício foi criado pelo governo para auxiliar trabalhadores autônomos, informais, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs) durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.


Entretanto, a emenda foi rejeitada pelo Plenário com a maioria dos votos. Ao todo, 309 votaram contra a prorrogação. Outros 123 votaram a favor.


Dos deputados federais representantes do Tocantins, só o petista Célio Moura votou a favor da prorrogação.Da bancada tocantinense o deputadoE li Borges estava ausente, os demais; Tiago Dimas, Dulce Miranda, Carlos Gaguim, profesaora Dorinha, Osires Damasos e Vicentinho Jr, votaram contra a continuidade do auxílio emergencial de 600 reais até o fim do ano. Apenas o s

Deputado federal Celio Moura, votou a favor.



312 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 por BLK Entertainment Brasil. Todos os direitos reservados a O na íntegra comunicação e mídia.