• Stoff Costa

Apoio de Deputado do "Lixão" pode trazer rejeição ao nome de Batista Capixaba

O PSDB de Olyntho Neto bateu o martelo e confirmou nome de ex-vereador na corrida para prefeito de Araguaína.


Com os bastidores políticos a todo vapor no Tocantins, Em Araguaína o PSDB de Araguaína referendou o nome do ex-vereador Batista Capixaba (PSDB) como pré-candidato a prefeito nas eleições de novembro.


O deputado estadual Olyntho, que é o líder do PSDB na Assembleia Legislativa, também participou da reunião na noite de sábado (15) e reforçou a necessidade do diálogo com outros partidos.


Vale ressaltar, que os tucanos afirmaram que estão abertos para discutirem possíveis alianças com outros partidos. Mas quais partidos e quais políticos e candidatos vão arriscar aliar-se ao grupo do Deputado estadual Olyntho Neto, envolvido em inúmeros escândalos nos últimos anos?



Olyntho Neto é investigado em inquérito da operação Catarse. O caso em questão é de um suposto funcionário fantasma que receberia um salário de R$ 5,3 mil como assessor do deputado. Ele foi contratado em 2017, mas enquanto estava lotado no gabinete continuava residindo em Araguaína onde trabalhava como professor em uma escola estadual. Folhas de frequência indicavam que ele cumpria expediente na Assembleia Legislativa em Palmas. Os documentos estavam assinados pelo chefe de gabinete de Olyntho Neto.


Olyntho também é parte envolvida em outro escândalo, o deputado estadual e um ex-assessor dele são investigados pela Polícia Civil do Tocantins no escândalo do lixo hospitalar. Um inquérito foi aberto contra os dois após serem encontrados documentos que mostram que o funcionário do deputado atuou como representante da empresa investigada no esquema enquanto trabalhava na Assembleia Legislativa.


O documento foi encontrado durante a apuração de uma denúncia anônima sobre um contrato da Sancil com uma prefeitura no interior do estado. Severino era funcionário de Olyntho Neto desde 2017, de acordo com o Diário Oficial da Assembleia Legislativa. Ele foi exonerado no dia 23 de novembro deste ano, após o escândalo estourar. O pai do deputado, o ex-juiz eleitoral João Olinto, é apontado pelos investigadores como o verdadeiro dono da empresa. O irmão de Olyntho Neto, Luiz Olinto, também é investigado.

Em novembro a polícia encontrou toneladas de lixo em um galpão e deu início às investigações.


Ter Olyntho no palanque e ser candidato pelo grupo politico do deputado pode ser um tiro no pé e se já era difícil pra Batista Capixaba formar um grupo forte em torno de seu nome, certamente sua candidatura terá rejeição de eleitores que estão indignados com tanta corrupção na politica tocantinense e brasileira.

244 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 por BLK Entertainment Brasil. Todos os direitos reservados a O na íntegra comunicação e mídia.