• Stoff Costa

"A administração municipal começou a vacilar" Diz pré-candidato em Araguaína Leador Machado

O pré-candidato a prefeito de Araguaína pelo partido dos trabalhadores, Leador Machado se posicionou sobre o combate ao Covid19 na Cidade.




O juiz do trabalho aposentado e pré-candidato a prefeito de Araguaína pelo PT em Araguaína, Leador Machado foi procurado pelo portal O Na íntegra, questionado sobre como ele analisa o trabalho de combate ao Coronavirus na Cidade, o pre-candidato criticou as últimas ações do prefeito Ronaldo Dimas.


"Desde o início sigo com muita preocupação a forma como o combate à pandemia vem sendo feito em nossa cidade. numa primeira decisão, acertada, resolveu-se por adotar e incentivar o isolamento social, única medida até agora comprovadamente eficaz contra essa tragédia. Depois, a administração municipal começou a vacilar ao sabor das decisões do desgoverno federa e um pouco das decisões do Estado. Por fim, seguindo uma lógica das demais localidades, resolveu por flexibilizar o cumprimento de medidas sanitárias que já vinham sendo desconsideradas pela população em face do desencontro de informações. O que já era ruim ficou bem pior." Afirmou Leador Machado.


O petista tambem afirmou ter conhecimento das limitações da rede saude para lidar com um possível agravamento de números de casos e que a solução união em torno de uma estratégia única e voltada para economia e os menos favorecidos.


"Sabemos da limitação que tem a nossa rede para dar conta de um agravamento dessa epidemia. Esse agravamento está ocorrendo a olhos nus. A medida correta neste momento, desconsiderando todos os equívocos anteriores, seria uma união nacional em torno de um estratégia única para proteger nosso povo, voltando a adotar a quarentena e em alguns casos também o lockdow, com todo o amparo para aquelas pessoas que não tem como sofrer isso sozinhos, com ajuda financeira. O governo federal liberou 100 bilhões de reais para ajudar a população em geral e 1,2 trilhões para os bancos, que deviam chegar às pequenas e micro empresas e aos empreendedores individuais. Esses valores não chegaram. Sabemos que o governo federal não vai adotar numa estratégia que importe em uma concertação nacional." Acrescentou o petista.


Leador Machado também defende que a administração municipal chame a responsabilidade para si, e feche novamente o comércio.


"Entendo, portanto, que a administração deverá chamar essa responsabilidade para si, fechar novamente todo o comércio e abrir uma ampla campanha informativa para demonstrar à população a gravidade da situação, dar suporte material para essa população, e aguardar os números começarem a baixar para voltar a pensar em uma reabertura programada." Concluiu Leador Machado.

247 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 por BLK Entertainment Brasil. Todos os direitos reservados a O na íntegra comunicação e mídia.