O na íntegra - Jornalismo Coragem

Sábado, 26 de novembro de 2022
MENU

Política

PT fará uma interpelação judicial para que Paulo Sidney prove falcatrua nas eleições

Em vídeo que circula nas redes sociais, Paulo Sidney aparece discursando para bolsonaristas.

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em conversa com o ex-candidato ao Governador do Estado do Tocantins pelo Partido dos Trabalhadores, Paulo Mourão, Coordenador da campanha do Presidente Lula no TO afirmou que sugeriu ao deputado federal Célio Moura que leve até a Nacional do PT, a sugestão de interpelação judicialmente o ex-vice governador do Tocantins, Paulo Sidney por falas mentiroso e antidemocráticas do ex-vice Governador.


Paulo Mourão, também já tomou as providências e amanhã será protocolado no MPF, o encaminhamento dessa fala Dr Paulo Sidney, pois na jurisprudência eleitoral isso é qualificado como fake e tem como penalidade sob o vigor da lei como crime eleitoral. Cabe ao MPE tomar as providências cabíveis ao ato praticado.

Em vídeo que circula nas redes sociais, Paulo Sidney aparece discursando para bolsonaristas, nesta quarta-feira (2/11), em um ato realizado em frente ao Quartel da Polícia Militar, em Araguaína (2º BPM). O grupo pedia intervenção militar no país.

No discurso, o ex-vice-governador disse que foram contratadas três grandes empresas internacionais para fiscalizar as eleições no Brasil (dos Estados Unidos, Rússia e Alemanha).


“Estão aqui desde o primeiro turno e pouca gente sabia disso. Fizeram uma auditagem nos dois turnos das eleições. Os dois turnos foram surrupiados. Vou dar uma informação pra vocês que me passaram e espero que se confirme mais tarde, hoje. O Bolsonaro ganhou as eleições no 2º turno com 65% dos votos. O relatório dessas empresas foi entregue para o Exército e eles fizeram quatro relatórios constatando tudo no 1º e 2º turnos. Todos dois foram fraudados”, afirmou Paulo Sindey.

Após o O na íntegra divulgar vídeos com a fala mentirosa e criminosa de Paulo Sidney,  o petista Paulo Mourão reagiu.

"O Dr. Paulo Sidney deve ter sofrido algum desgaste mental, eu acho que o Ministério Público precisa tomar uma providência. Atos como esse são atos terroristas e golpistas, isso não é uma fala somente é um ato golpista", afirmou Paulo Mourão.

O que diz o TSE

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Alexandre de Moraes, subiu o tom contra os bloqueios nas estradas conduzidos por bolsonaristas, chamando os atos de "antidemocráticos". O magistrado acrescentou que os responsáveis pelo fechamento das rodovias serão tratados como "criminosos" perante a lei.

"Não há como se contestar um resultado democraticamente divulgado com movimentos ilícitos, com movimentos antidemocráticos, com movimentos criminosos que serão combatidos e os responsáveis apurados e responsabilizados sob a pena da lei. A democracia venceu novamente no Brasil", disse Moraes.

O ministro afirmou que as eleições "acabaram" e que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será diplomado até o dia 19 de dezembro, sendo empossado no dia 1º de janeiro. 

No discurso no encerramento da sessão desta quinta do TSE, Moraes agradeceu aos eleitores que foram votar e "aceitaram democraticamente" o resultado das urnas.

"Aqueles que criminosamente não estão aceitando e que estão criminosamente estão praticando atos antidemocráticos serão tratados como criminosos e as responsabilidades serão apuradas", afirmou Alexandre de Moraes.

Créditos (Imagem de capa): Internet

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!