O na íntegra - Jornalismo Coragem

Sábado, 26 de novembro de 2022
MENU

Política

Pesquisa Methodus contratada pela Faet precisa ser investigada

A única pesquisa eleitoral que colocava o candidato Irajá em segundo turno, era exatamente a contratada pela Federação no qual os Abreus têm total influência.

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A pesquisa contratada pela Federação da Agricultura do Estado do Tocantins (Faet), realizada pelo Instituto Methodusem que ele aparecia em 2º lugar na corrida ao Palácio Araguaia, precisa ser investigada urgentemente.

É visível a falcatrua, o Instituto Methodus apresentou um resultado na contramão de todas as pesquisas realizadas por Institutos sérios em que apontavam a vantagem de Wanderlei sobre os demais candidatos, entre eles Irajá em quarto lugar.

Além dos números, outro fator levanta a suspeita, ou quase certeza, que a pesquisa foi realizada para agradar seus contratantes. A  Federação da Agricultura do Estado do Tocantins (Faet), tem um longo vínculo com a família Abreu.

A mãe de Irajá, Kátia Abreu foi presidente da Federação da Agricultura do Estado do Tocantins, cargo que exerceu por quatro mandatos consecutivos entre 1995 e 2005.

É de causar estranhamento e levar suspeitas, que a única pesquisa eleitoral que colocava o candidato Irajá em segundo turno e também favorecia Kátia Abreu, era exatamente a contratada pela Federação no qual os Abreus têm total influência.

É preciso seriedade e urgência por parte da Justiça eleitoral para que o Instituto, a Federação contratante e os Abreus sejam investigados em relação a possível compra de pesquisas.

Créditos (Imagem de capa): Internet

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!