O na íntegra- jornalismo coragem

MENU
Logo
Segunda, 10 de maio de 2021
Publicidade
Publicidade

Política

Aproximação de Ronaldo Dimas, Wagner Rodrigues e Marcelo Miranda sinaliza desespero de ex-prefeito

Dimas se contradiz e ensaia uma aliança com aquele que antes considerava o que tem de pior na política tocantinense.

395
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Uma reunião entre o ex-prefeito de Araguaína Ronaldo Dimas, o atual prefeito Wagner Rodrigues e o ex-governador Marcelo Miranda, cassado duas vezes por corrupção, sinaliza desespero do grupo político de Dimas.

Recordando alguns atritos e acontecimentos políticos envolvendo o ex-chefe do executivo de Araguaína e o ex-governador do Estado, é visível o desespero político de Ronaldo.

Faz-se necessário recordar, que no ano de 2006 após serem derrotados nas urnas, o então candidato derrota ao governo do Estado, José Wilson Siqueira Campos e seu candidato a vice, Ronaldo Dimas Nogueira Pereira, entraram com recurso no TSE pedindo a cassação do na época governador do Tocantins, Marcelo Miranda por captação ilícita de votos, abuso de poder político e de autoridade e utilização indevida de meio de comunicação. O recurso resultou na cassação do ex-governador.

Vale ressaltar também que na última eleição municipal não faltaram críticas do grupo de Dimas ao ex-governador. O grupo liderado pelo ex-prefeito Ronaldo Dimas no intuito de desgastar a imagem de Elenil da Penha, na época candidato a prefeito de Araguaina e adversário político de Wagner Rodrigues. 

Na campanha eleitoral de 2020, Dimas e Wagner  criticaram a relação de Elenil com o líder do MDB, classificando Miranda como "velha política" e expondo as acusações de corrupção contra o ex-governador e a prisão do mesmo.

O que motivou esse mudança de opinião de Dimas em relação a Miranda? A velha política criticada pelo grupo político de Dimas, agora é vista com bons olhos por Ronaldo? As acusações de corrupção que pesam sobre Marcelo e antes criticada por Dimas, agora é consideradas aceitável pelo prefeito de Araguaina? Para todas essas perguntas só uma resposta parece ser aceitável, o corrupto e adversário de antes agora é visto como útil e futuro aliado. Isso nada mais é que o desespero de Ronaldo Dimas para tentar fortalecer seu nome para uma futura disputa pelo governo do Estado. 

Dimas se contradiz e ensaia uma aliança com aquele que antes considerava o que tem de pior na política tocantinense. Como diz a gíria popular "O golpe tá aí, cai quem quer".

LEIA TAMBÉM:

Em nome do poder, Wagner e Dimas se reúne com ex-presidiario Marcelo Miranda

 

APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa,  O Na íntegra se financia por meio da sua própria comunidade de leitores. Você pode apoiar O Na íntegra  através da Chave Pix: 63992920694

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )