O na íntegra - Jornalismo Coragem

Sexta, 19 de agosto de 2022
MENU

Política

A decisão de Dorinha

A expectativa agora é sobre a reação da senadora Kátia Abreu

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A decisão de coligação majoritária, nas eleições 2022, será da autonomia do diretório estadual. presidido pela deputada professora Dorinha, do União Brasil. A presidência nacional já garantiu a deputada e pré-candidata ao senado a decisão sobre sua melhor coligação, que atenda aos candidatos proporcionais a câmara federal e estadual.                                                        

Depois das declarações consideradas, baixas, rasteiras e ofensivas, do ex-vereador Xeroso, pessoa da intimidade do grupo político de Araguaína, o clima para o ex-prefeito Ronaldo Dimas azedou ainda mais dentro do União Brasil. Some-se a isso a presença do ex-governador e atual deputado federal, candidato à reeleição, Carlos Gaguin, que não esconde a sua preferência pela candidatura à reeleição do governador Wanderlei Barbosa.                                      

Embora faça silêncio sobre o assunto, o Palácio Araguaia  já deixou claro que também prefere a candidatura da deputada professora Dorinha para completar a chapa majoritária.                     

A expectativa agora é sobre a reação da senadora Kátia Abreu a toda essa movimentação. A posição do filho da senadora, o também senador Iraja Abreu, foi vista como um enfraquecimento dela, uma pessoa de reações imprevisíveis.                                                            

Apenas para recordar, ela quase quebra a casa do ex vice-governador João Oliveira, quando esse discordou da senadora em campanhas passadas.          

                           

Há ainda um copo de vinho que a senadora jogou na cara do seu ex colega de senado, José Serra, quando o mesmo perguntou se ela andava “namorando” muito. Por fim, ela foi protagonista do roubo da pasta da presidência, em plena sessão, do ex-presidente Davi Alcolumbre, quando ela queria eleger Renan Calheiros à presidência do Senado da República

Créditos (Imagem de capa): Internet

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!